Cidade

Padrasto joga bebe de dois meses de vida em igarapé

Um homem de 22 anos foi preso após ter sido denunciado por jogar um bebê de 2 meses em um igarapé, no bairro Alfredo Nascimento, zona Norte de Manaus, na terça-feira (15). Ele é padrasto da vítima e confessou que atirou a criança na água por ciúmes da companheira e ainda portava drogas quando foi abordado. O Corpo de Bombeiros do Amazonas iniciou as buscas na tarde de ontem e não encontraram a menina até o início da noite. As buscas continuam hoje, de acordo com a corporação e a polícia.

Segundo o delegado titular do 6º DIP (Distrito Integrado de Polícia), Vinícius de Melo, policiais militares da 13ª Cicom (Companhia Interativa Comunitária) faziam patrulhamento pelo bairro, quando foram informados por vizinhos que o homem teria jogado a criança no igarapé. Após a prisão, o padrasto contou na delegacia que não aceitava a enteada, e relatou que estava transtornado porque a esposa havia chegado tarde em casa, pegou a criança, embrulhou em um lençol e jogou no igarapé.

Ainda de acordo com o delegado, o suspeito contou que ao chegar em casa, falou para a esposa que a correnteza havia levado a menina. Moradores começaram a procurar a bebê. Já no início da tarde de ontem, a Polícia Militar foi acionada, prendeu o padrasto da criança e ele confessou o crime. O homem deverá responder por homicídio qualificado. Ao ser detido, o suspeito estava em posse de entorpecentes. Ele também foi autuado por tráfico de drogas. Após diligências da polícia, o padrasto foi preso e confessou o crime. No momento da prisão, ele portava drogas e disse que o fato da criança ser fruto de outro relacionamento da parceira motivou sua ação.