Giro de Notícias

“Não sou coveiro”, responde Bolsonaro ao ser questionado sobre mortes por coronavírus

Questionado sobre o número de mortes em virtude do novo coronavírus no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) respondeu a jornalistas que “não é coveiro”. A entrevista aconteceu no final da tarde da segunda (20), na portaria do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência.

“Presidente, hoje tivemos mais de 300 mortes [na verdade foram 113; depois de divulgar, o Ministério da Saúde corrigiu a informação]. Quantas mortes o senhor acha que…”, perguntava um jornalista quando foi interrompido pelo presidente.

“Ô, cara, quem fala de… Eu não sou coveiro, tá certo?”, respondeu o presidente. O repórter ainda insistiu com a pergunta e teve como resposta, novamente: “Não sou coveiro, tá?”.

O número de pessoas infectadas com o novo coronavírus no Brasil chegou a 40.581 e o total de mortes é de 2.575. A taxa de letalidade da doença é de 6.3% no país de acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta segunda.

O Brasil confirmou o primeiro caso de Covid-19 em 26 de fevereiro. Um homem de 61 anos de São Paulo contraiu o coronavírus em viagem à Itália, que tem alta taxa de casos da doença.

A primeira morte foi confirmada 20 dias depois, em 17 de março. O paciente era um homem de 62 anos que tinha diabetes e hipertensão. Ele estava internado na UTI do Hospital Sancta Maggiore Paraíso desde o dia 14 e morreu no dia 16. Ele não tinha histórico de viagem para o exterior.