Saude Mental

SOCIOPATIA

Resultado de imagem para SOCIOPATAS

O QUE É ?

Sociopata é o indivíduo que sofre de uma psicopatologia elencada entre os transtornos de personalidade: a sociopatia.

Características da Sociopatia

Normalmente é uma pessoa:

  • de comportamento impulsivo, sem controle das reações emocionais, que são normalmente exageradas;
  • antissocial; (OU NÃO)
  • manipuladora;
  • carismática;
  • habituada a usar a mentira para conseguir o que quer;
  • que não sente remorso;
  • egocêntrica e egoísta;
  • que despreza regras, costumes e obrigações sociais;
  • que não se importa com os sentimentos dos outros;
  • soberba;
  • que tem dificuldade em lidar com frustrações, perdas, derrotas ou mesmo com a agressividade das outras pessoas;
  • possessiva;
  • ciumenta.

O sociopata é geralmente aquela pessoa que faz o que for preciso para alcançar aquilo que quer e não sente nenhum tipo de remorso quando seus atos causam danos às outras pessoas. O sociopata não tem a compreensão de que aquilo que faz é errado e, portanto, não se vê impelido a agir de outra forma.

Sociopata: como tratar um

Resultado de imagem para SOCIOPATAS

Agora que você já conhece o perfil de um sociopata, é a hora de saber como tratar o transtorno. A parte mais difícil não é o tratamento em si, mas sim fazer com que o sociopata reconheça que tem um problema e queira realmente superá-lo.

Geralmente, quando um sociopata chega a pedir ajuda é por estar se sentindo mal em áreas da sua vida, o que o dificulta a alcançar seus objetivos ou a não conseguir aumentar seu bem-estar emocional.

No princípio, é muito difícil que um sociopata aceite e reconheça seu problema, no entanto, um profissional qualificado pode adotar estratégias que façam com que isso aconteça.

Terapia psicológica para sociopatia

Em relação à terapia cognitiva-comportamental é importante mencionar que, primeiro, é realizada uma análise funcional e uma avaliação completa do perfil de personalidade do indivíduo, da sua história clínica e do seu contexto.

Depois que se tem um diagnóstico exato, se intervém através uma psicoeducação, na qual se explica detalhadamente ao paciente no que consiste seu transtorno, quais são os sintomas, causas, consequências e como o tratamento vai ser realizado.

Dessa maneira, também se consegue trabalhar com a aceitação e o reconhecimento de quem padece desse transtorno.

Uma vez que o sociopata começa a aceitar a sua psicopatologia, trabalha-se na eliminação dos principais sintomas que geram o mal-estar.

Através de uma reestruturação cognitiva, também é possível refletir sobre os pensamentos, sentimentos e emoções que o paciente está experienciando, tentando modificá-los por outros mais racionais.