Giro de Notícias

Governo libera R$ 18 milhões para Obras Sociais Irmã Dulce

Na cerimônia que autoriza o pagamento do 13º do Bolsa Família, no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (15), o presidente Jair Bolsonaro também assinou portaria que repassa R$ 18 milhões para o Hospital Santo Antônio. A unidade, que é financiada pelo Sistema Único de Saúde e doações de particulares, é considerada o coração das obras sociais de Irmã Dulce em Salvador (BA). Bolsonaro disse que a primeira santa brasileira, Santa Dulce dos Pobres, dedicou a vida a cuidar do próximo e serve de referência para todos. “Nós tentarmos ser, pelo menos um dia por ano, ser o que foi Irmã Dulce, uma mulher que levou esperança pra muita gente, com seu sacrifício, com sua abnegação, com seu determinismo, e levou o bem, tirou as dores e curou muita gente com seu trabalho”, disse Bolsonaro. O novo recurso federal será destinado ao custeio de estudos e pesquisas em saúde, à manutenção e reforma do hospital e à capacitação de recursos humanos. Atualmente, o complexo hospitalar realiza mais de 2 milhões de atendimentos por ano, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), se tornando referência na assistência à população, inclusive de outros estados. Os recursos se somam aos R$ 45.7 milhões liberados pelo Ministério da Saúde em 2019 para o atendimento hospitalar e ambulatorial do hospital, que tem 954 leitos e registra uma média de 17 mil internações e 12 mil cirurgias por ano. O ministro da Saúde, Luis Henrique Mandetta, afirmou que o repasse é um reconhecimento e uma valorização do trabalho feito pelas obras sociais de Santa Dulce dos Pobres. “O repasse que é feito hoje simboliza não só um reconhecimento, mas, principalmente, o fortalecimento da obra, pra que ela possa fazer mais, aumentar a produção e atender melhor e com melhores equipamentos a população do nosso Sistema Único de Saúde”. Criação do HSA – Obras Sociais Irmã Dulce O Hospital Santo Antônio (HSA) tem sua raiz datada de 1949, quando Irmã Dulce, agora canonizada como Santa Dulce dos Pobres, improvisou, no galinheiro do convento, um abrigo para 70 doentes resgatados das ruas de Salvador (BA). Em 1960, a religiosa inaugura no local o Albergue Santo Antônio, centro que daria lugar ao complexo hospitalar duas décadas depois, com a inauguração do HSA em 1983.