Politica

Felipe Souza participa de reunião sobre interligação logística Paita-Manaus

O deputado Felipe Souza (Patriota) participou nesta sexta-feira (19) da 4ª Reunião sobre Interligação Logística e Comercial Paita-Manaus. As reuniões, que estão mais frequentes, buscam aprofundar ainda mais os debates acerca das ações que pretendem avançar na operacionalização regular da rota alternativa que liga o Estado do Amazonas ao Peru, possibilitando incrementos comerciais e a redução de custos logísticos na região, com benefícios diretos ao País.

Além de Felipe Souza, a reunião contou com a presença de diversas autoridades, incluindo o superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, o deputado federal Capitão Alberto Neto (PRB), o secretário de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação do Amazonas (Seplancti), Jório Veiga, o ministro da Chancelaria do governo peruano, Ricardo Silva, e o presidente da Câmara Binacional de Comércio e Integração Peru-Brasil (Capebras), Miguel Vega Alvear, entre outros.

A rota Paita-Manaus representa uma oportunidade de interligação da capital amazonense ao Oceano Pacífico, por meio do Peru. O trajeto em discussão teria início no porto de Paita, seguindo via rodovia até o porto de Yurimaguas e, de lá, pela via fluvial, iria até a cidade de Iquitos. Depois, por hidrovia amazonense, entraria por Tabatinga e chegaria até Manaus. A rota Paita-Manaus compreende um total de 941 quilômetros de rodovias e 2.780 quilômetros de hidrovias, que podem ser percorridos em aproximadamente 12 dias. Atualmente, a rota logística do Pacífico até Manaus é realizada pelo Canal do Panamá e leva aproximadamente 24 dias.

O encontro desta sexta-feira contou ainda com discussões sobre demandas que precisam ser solucionadas tanto do lado brasileiro quanto do lado peruano para avanço das negociações, entre elas a melhoria da infraestrutura portuária do Estado do Amazonas e o processo de alfandegamento do Porto de Tabatinga; a interligação da hidrovia do Solimões à rodovia BR-319, criando um corredor logístico que ligaria o Pacífico à região central do Brasil, via Amazônia; e a necessidade do aumento do calado e da dragagem dos portos peruanos. Durante a reunião também foi dado o informe de que, nos dias 28 e 29 de agosto, uma comitiva do Peru deve realizar uma visita a portos da cidade de Manaus, como Chibatão e Super Terminais, para aprofundar conhecimentos e dar continuidade às discussões de integração. “A cada encontro a Rota Paita-Manaus vai se tornando uma realidade, pois os interesses comerciais dos dois países convergem para uma redução de custos logísticos, geração de empregos e divisas”, disse Felipe Souza.