Cultura

Garantido e Caprichoso encerram 3ª noite do Festival de Parintins

Em três noites, o 54º Festival Folclórico de Parintins recebeu 40 mil pessoas para prestigiar a disputa dos bois Garantido e Caprichoso. O evento, realizado nos dias 28, 29 e 30 de junho, na cidade de Parintins, levou ao bumbódromo mais de 5 mil brincantes por dia e um total de 33 alegorias.

Na terceira e última noite, neste domingo (30), quem abriu as apresentações foi o boi-bumbá Garantido. Com o subtema “o Boi da Liberdade do Povo”, mostrou em sua despedida um garantido histórico e engajado na luta pelo povo, fazendo belo uso do folclore como bandeira de luta do povo brasileiro pela direito de se viver quem é. “Pelo fim da violência, do machismo e da homofobia”.

O “boi encarnado” fez um clamor pela liberdade, que esteve presente na cerimônia das místicas tribais. Fez ainda homengaem ao cabloco amazônico na luta diária pela subsistência e resgatou bem as memórias do fundador Lindolfo Monteverde.

O Garantido possui 31 títulos do Festival e tem como símbolo o coração na testa.

O boi-bumbá Caprichoso encerrou a noite de apresentações. Com o enredo “O Brasil que a gente quer reinventar”, levantou a bandeira da esperança, arte e fé.

Fazendo belo uso de hinos da música popular brasileira, o boi preto fez ode a Chico Buarque e Milton Nascimento ao declamar os clássicos “Deus lhe pague” e “Nos Bailes da Vida”. O boi usou todo seu espetáculo para jogar luz à intolerância no país e questões sociais atuais em pauta.

Um dos pontos altos ocorreu quando todos os componenntes entraram emcapuzados ao som de hip hop. O “boi azul” ainda fez homenagem às lavadeiras e à padroeira de Parintins, Nossa Senhora do Carmo.

O Boi Caprichoso foi criado em 1913, possui 22 títulos do Festival e busca, neste ano, o tricampeonato. O boi tem como berço os bairros da Francesa e de Palmares e possui como símbolo a estrela na testa.

Resultado do festival

A apuração das notas dos itens dos bois-bumbás Caprichoso e Garantido será realizada nesta segunda-feira, 1º de julho, a partir das 15h30, no auditório do Bumbódromo de Parintins.