Politica

Assembleia Legislativa comemora o Dia do Abraço com seus servidores

Os servidores da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) tiveram um dia especial nesta quarta-feira (22), quando se comemora o Dia do Abraço. Promovido pela Diretoria de Assistência Social da Casa, um grupo percorreu os diversos departamentos, salas e corredores, abraçando as pessoas. “Esse é um dia muito importante. É a primeira vez que a Assembleia Legislativa comemora essa data. A nossa intenção é realmente dar um abraço de carinho, de amor ao próximo. Desde às 7 horas da manhã estamos indo a todos os departamentos, por todos os nossos servidores são muito importantes”, explica Eliane Ferreira da Silva, diretora de Assistência Social.

A Diretoria de Assistência Social foi criada há três meses pela atual administração da Mesa Diretora, sob a presidência de Josué Neto (PSD). Para Eliane Ferreira, um abraço é muito gratificante para quem dá e recebe. “Temos ouvido de nossos servidores que fazia tempo que não recebiam um abraço. Isso é motivo de alegria, faz a diferença. O ser humano precisa ter esse olhar de amor, de carinho, de amor ao próximo. É isso que nós queremos transmitir a todos os servidores”, afirma. Servidores concordam com ela.

O agente legislativo Liciomar Roque acredita que a iniciativa aproxima mais as pessoas, ajudando, inclusive, àquelas que possam estar passando por problemas como a depressão. “Um abraço pode ajudar pessoas deprimidas. As pessoas estão muito individualistas, mas devem ser mais solidarias umas com as outras. Um abraço significa carinho com a outra pessoa”, garante.

Flávia Leite Bezerra, técnico legislativo, define a ideia como iniciativa inovadora. “A ideia me pareceu que pequenas ações causam grande impacto”, diz ela. Gerente de Assistência Social dos servidores inativos, Maisa Alfaia também acredita na importância do abraço. “As pessoas se mostram agradecidas com um abraço. É gratificante para quem abraça e quem é abraçado”.

Abraços grátis

O dia 22 de maio como o Dia do Abraço teria surgido por iniciativa do australiano Juan Mann ao criar, em 2004, a campanha Free Hugs Campaign (Abraços grátis). O objetivo era apenas distribuir abraços “gratuitos” pela ruas de Sydney. A ideia prosperou e a partir de então a data é comemorada de diversas formas, inclusive dentro de estações de trem.