Estado Politica Saúde

Deputado cobra medidas administrativas contra fornecedores de medicamentos por atraso na entrega

Preocupado com as dificuldades que o setor da Saúde enfrenta no Estado do Amazonas, o deputado estadual Roberto Cidade (PV) cobrou, na manhã desta terça-feira, 07, a adoção de medidas administrativas contra 44 fornecedores que estão atrasando a entrega de remédios e produtos de saúde para o Estado.

Segundo informações, mais de R$ 20 milhões em aquisições por Ata de Registro de Preço, já empenhados, estão pendentes de entrega há mais de 30 dias. De acordo com o coordenador da Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), Antônio Paiva, o atual governo já empenhou mais de R$ 100 milhões em compra de medicamentos e produtos para a reposição de estoque. Mesmo assim, alguns fornecedores não têm cumprido com os prazos de entrega.

“Sabemos que o nosso Estado tem problemas com a logística e quando o fornecedor é de fora, a situação complica. Mesmo assim, não podemos aceitar que o governo faça a parte dele e as empresas não cumpram os prazos ao qual se comprometeram. Estamos falando de pessoas que necessitam de medicamentos com urgência e que não podem ser negligenciadas”, declarou o deputado.

O deputado afirmou que continuará cobrando o cumprimento de prazos até que todos os medicamentos estejam disponíveis à população.

Texto: Leonardo Fierro
Foto: Evandro Seixas