Esportes

Corinthians volta à Arena da Amazônia depois de cinco anos

O Corinthians voltou neste sábado à Arena da Amazônia, estádio em que atuou por duas vezes em toda a sua história, ambas em 2014. Com uma vitória e uma derrota acumuladas no local, o Alvinegro, que encara o Vasco a partir das 19h (de Brasília), pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, o Timão retorna ao estádio depois de quase cinco anos de ausência.

A última vez em que esteve no moderno campo de Manaus foi em outubro de 2014, também para encarar uma equipe carioca. À época brigando contra o rebaixamento à segunda divisão, consumado pouco depois, o Botafogo vendeu o mando e conseguiu um triunfo por 1 a 0 sobre o Corinthians, gol marcado pelo atacante Wallyson, de pênalti.

Os corintianos remanescentes daquele duelo são o goleiro Cássio e o lateral direito Fagner, titulares naquela ocasião, e o meia Jadson, reserva acionado pelo então técnico Mano Menezes justamente na vaga do hoje lateral da Seleção Brasileira para tentar reverter o placar adverso. O volante Gabriel estava no Fogão e até participou do lance da penalidade para os cariocas.


A outra vez em que atuou na Arena da Amazônia se deu meses antes naquele mesmo ano, contra o Nacional, no dia 30 de abril, pela Copa do Brasil, em jogo no qual Ralf esteve com o grupo de atletas. O Timão venceu por 3 a 0, gols de Cleber, Guerrero e Romarinho, placar que agrada mais à torcida visitante deste sábado.

“É bom jogar numa cidade que não jogamos há alguns anos, ficar próximo de um torcedor que não costuma ver um Corinthians x Vasco. Vai ser bom, é válido, estádio de Copa, não conheço, mas falaram bem do estádio e do gramado. Que seja um bom espetáculo para todos”, disse o atacante Vagner Love, ressaltando que o clima será bem menos hostil do que ir até São Januário, casa do Vasco.

“Vasco em São Januário tem apoio da torcida, está em casa, conhece o gramado. Em Manaus vai estar bem dividida a torcida, vai ser um campo neutro, temos muitas chances de tirar o Vasco da zona de conforto, buscar os três pontos. Vamos nos sentir um pouco em casa lá também”, concluiu Love.