Mundo Animal

Frutas que cachorro pode comer: veja alimentos naturais!

Saber as frutas que cachorro pode comer (e não comer) é um interesse muito comum para tutores que gostam de agradar os peludos com petiscos mais saudáveis ou como parte da dieta natural. No entanto, algumas frutas podem ser ofertadas ao cão com moderação, outras são permitidas retirando a casca, a folha ou caroço e umas que nunca devem ser ingeridas pelos cães. 

Também é importante que você entenda que a lista de frutas que cachorro pode comer ainda é polêmica entre muitos veterinários. Por exemplo, o abacate, mas não se preocupe que logo a gente explica o porquê.

Além de saber quais frutas o cachorro pode comer, é fundamental conhecer bem o estado de saúde do seu animal para entender se ele tem ou não alguma doença que pode ser piorada ao consumir determinado alimento. 

Existem frutas que, por mais que sejam bem toleradas e a maioria dos cachorros possa comer, podem não cair bem para seu cãozinho. Isso porque cada animal é único e pode apresentar episódios de diarreia, vômitos e até alergias quando ingerir certos alimentos. 

Mas, afinal, quais frutas cachorro pode comer? Preparamos um post bem completinho para tirar as suas dúvidas. Para facilitar, dividimos em dois grupos: sinal verde (frutas que o cachorro pode comer) e amarelo (para as que podem ser oferecidas com alguns cuidados). Fique por dentro!

Sinal verde: quais frutas que cachorro pode comer?

  • Banana
  • Melancia
  • Morango
  • Manga
  • Kiwi
  • Melão
  • Goiaba
  • Jabuticaba
  • Caju
  • Pitaya

Banana

banana é uma das frutas que cães podem comer, mas que deve ser dada de forma controlada para evitar problemas como obesidade, devido ao seu alto teor de açúcar (frutose). É rica em vitaminas (A, B6 e C), fibras e minerais (cálcio, ferro, fósforo, magnésio e potássio). O potássio, por exemplo, ajuda no funcionamento muscular e no fortalecimento de ossos. As vitaminas e minerais ajudam no fortalecimento do sistema imunológico dos cachorros. A restrição fica para os cãezinhos que precisam emagrecer ou que possuem disfunções endócrinas (como diabetes, por exemplo). Ofereça moderadamente, sem casca e cortadinha em rodelas.

Melancia

Para os dias mais quentes, pode ser uma boa ideia oferecer pedaços de melancia para o cachorro, já que é uma fruta muito refrescante devido ao seu alto teor de água. É fonte de vitaminas A e C. Cachorro pode, sim, comer melancia, sem as sementinhas e sem a casca.

Morango

Morango é uma das poucas frutas que pode ser oferecida com casca e sem descartar as sementinhas, que saem mais tarde sem problemas no cocô. Possui um teor considerável de vitamina A, B e C, além de ser rica em antioxidantes. O cachorro pode comer morango sem exageros, pois é uma fruta com muitos benefícios para o sistema imunológico dos animais e funciona também como um anti-inflamatório. Alguns animais podem ter sensibilidade a esta fruta e seu uso deve evitado nestes casos.

Manga

Também está entre as frutas preferidas dos cachorros. Além disso, é fonte de fibras alimentares e vitamina C. O cachorro pode comer manga sem casca e sem caroço (muita atenção para evitar engasgamento). Assim como a banana, o cuidado fica por conta da alta concentração de açúcares, o que pode prejudicar animais que têm tendência a ganho de peso.

Kiwi

O kiwi é um alimento rico em vitamina C que pode auxiliar na digestão de alimentos, mesmo para os cães que possuem problemas como gastrite. Também não é necessário retirar as sementes, somente a casca.

Melão

O melão é uma das frutas que possui maior quantidade de água. Os cachorros podem comer melão em pequenos pedaços, sem a casca e sementes. Esta fruta possui vitaminas B6 e C, fibras e potássio.

Goiaba

É fonte de vitaminas A, B e C e auxilia no bom funcionamento do intestino do cachorro, ajudando a combater a diarreia. Além disso, a goiaba é rica em ferro e fósforo. Deve ser oferecida sem casca, mas não é preciso descartar as sementes.

Jabuticaba

Os maiores benefícios da jabuticaba estão na casca. Portanto, pode dar jabuticaba para o cachorro sim, com casca e tudo. Mas com moderação, sempre. Na casca desta fruta estão concentrados diversos antioxidantes como os bioflavonóides, com ação superior à vitamina. Além disso, também conta com a pectina, um tipo de fibra solúvel que tem efeito detox no organismo e oferece a sensação de saciedade. É rica em vitamina (C e B) e minerais (cálcio, fósforo e ferro).

Caju

É uma fruta que beneficia o sistema imunológico do cão, além de ser fonte de vitamina C e de ferro. Cachorro pode comer caju, desde que com moderação e sem a castanha.

Pitaya

Essa fruta exótica e que está muito na moda não é tóxica para os cães. Para ser oferecida ao cão, a pitaya deve ser descascada e oferecida somente a polpa. Por ser docinha, pode agradar à alguns cachorros. 

Sinal amarelo: quais frutas podem ser oferecidas com cautela?

  • Abacaxi
  • Laranja
  • Maçã
  • Pera
  • Abacate
  • Mamão
  • Coco
  • Ameixa
  • Caqui

Abacaxi

Apesar de ser uma fruta ácida, abacaxi pode ser oferecido aos cães com moderação. Para isso, é preciso descascá-la para não machucar a boca e o focinho.  É rica em vitaminas (A, Complexo B, C) e minerais (fósforo, cálcio e potássio). Um diferencial é a enzima bromelina, que ajuda na digestão. 

Laranja

Quem ainda tem dúvida se cachorro pode comer laranja, deve ter em mente que as frutas cítricas são geralmente seguras para os cães quando oferecidas com moderação. No entanto, não são recomendadas para aqueles que possuem algum tipo de intolerância à fruta, apresentando sintomas como diarreia ou vômito, por exemplo. No caso da laranja, a ingestão da casca e das sementes deve ser evitada. A casca ainda pode causar machucados na boca do animal. 

Maçã

Maçã é um exemplo de fruta adocicada e de boa palatabilidade. É rica em vitaminas C e do complexo B. A única restrição é para que não sejam oferecidos o talo e as sementes, já que podem liberar ácido cianídrico, interferindo na transferência de oxigênio para as células do organismo. É fonte de vitaminas (A, B, C e E), além de fibras.

Pera

Tem sabor muito apreciado pelos cães e é rica em vitaminas A, B e C. Dessa forma, a pera pode ser oferecida de vez em quando, com casca, mas cortada. Mas, assim como no caso da maçã, as sementes e o caroço devem ser retirados pois contém ácido cianídrico.

Abacate

Essa é uma fruta polêmica na alimentação dos cães. Isso porque a polpa do abacate é segura para oferecer ao cão e contém alto teor de vitamina A, apesar de ter muita gordura. Ao mesmo tempo, as suas folhas e cascas têm uma substância tóxica para o cachorro, chamada persina. Se ingerida, o animal pode ter vômitos e diarreias, prejudicando a sua digestão. Além disso, o caroço, se ingerido, pode causar engasgamento e obstrução no estômago ou intestino. Cães com problemas pancreático ou hepático devem evitar frutas gordurosas como o abacate.

Mamão

Esta fruta pode ser consumida pelos cachorros, mas como moderação. É rica em vitaminas A e C, fibras, e minerais como potássio e cálcio. O mamão contém a papaína, enzima que facilita a digestão, por isso, é famosa por soltar o intestino. Então, fique de olho na quantidade que irá oferecer ao cão.

Coco

Em pequenas quantidades o coco não causa problemas aos cachorros. Inclusive, muitos tutores oferecem a fruta inteira para os cães que gostam de brincar com ele. Em excesso, no entanto, pode causar desarranjo intestinal.

Ameixa

Cachorro pode comer ameixa, desde que retirado o caroço. Portanto, o cachorro pode comer ameixa mas sem caroço ou as folhas. É fonte de fibras vitaminas (retinol, vitamina K e betacaroteno) e mineirais (potássio e ferro).

Caqui

O caroço não deve ser oferecido ao cãozinho. No entanto, o cachorro pode comer caqui sem problemas. Agora, para os animais que têm tendência a formar cálculos na bexiga, não é recomendado. O caqui é rico em fibras, vitaminas C e E e minerais como fósforo, potássio e cálcio.

Cachorro pode comer frutas cítricas?

Ainda existe uma certa dúvida em oferecer ou não frutas cítricas ao cãozinho. O melhor conselho é oferecer somente se o cão é saudável. Nestes casos, a acidez não fará mal ao estômago do cão, uma vez que o pH ,do estômago dos cachorros é baixo (1.0 a 2.0), ou seja, a fruta não será mais ácida que o próprio pH natural estômago. Agora, se o cão tem problemas gástricos, não é recomendado oferecer frutas cítricas.

E como oferecer as frutas ao cachorro?

Como tudo na vida, a chave para o sucesso é o equilíbrio. O excesso é sempre um problema para os cães. Por isso, sempre comece ofertando apenas pequenos pedaços de frutas (com exceção das frutas proibidas para os animais, veja nesse post aqui) para testar a tolerância ao alimento. E, se o cão não digerir aquilo bem, não tente dar mais. 

Assim, as frutas são muito bem-vindas nas dietas dos animais desde que dadas sem exageros. Nosso conselho é sempre consultar o médico veterinário antes de decidir oferecer as frutas como parte da dieta dos cães.