Mundo Animal

Frutas que cachorro não pode comer: cuidado na alimentação

Quando falamos em frutas, imediatamente pensamos em saúde. Mas não é bem assim. O organismo de cãezinhos é bastante diferente do nosso e, certamente, nem tudo que faz bem para a gente faz bem para eles também. Por isso, é importante saber bem as frutas que cachorro não pode comer para evitar a todo custo na alimentação.

Além disso, os cachorros são curiosos e gostam de explorar o ambiente, cheirar e comer coisas que encontram por aí. Então, fique sempre de olho! Se o seu cãozinho ingeriu frutas que cachorro não pode comer, ou seja, que pode causar intoxicação ou engasgamento (por causa da semente, caroço, folhas ou a polpa), é preciso procurar o médico veterinário o mais rápido possível.

Os sintomas de cachorro intoxicado podem incluir: salivação excessiva, vômito, diarreia, dificuldade para caminhar ou andar cambaleante, tremores, convulsões, dificuldade para respirar, aumento da temperatura corporal, batimentos cardíacos fracos, sonolência, apatia, desorientação, entre outros.

A orientação é que você não tente oferecer nada ao cachorro, como algum alimento ou água. A agilidade no atendimento do cão fará toda a diferença, por isso, procure imediatamente o atendimento veterinário. E sempre consulte o profissional de sua confiança para saber se existem contraindicações da fruta que você quer dar para o cachorro.

Também é importante ter cuidado com os alimentos que oferecemos ao cãozinho. Saber quais frutas que não pode dar para cachorro é muito importante para evitar intoxicação. Confira a lista!

Quais frutas que cachorro não pode comer

  • Maracujá
  • Uva
  • Açaí
  • Carambola
  • Figo
  • Tomate

Maracujá

Apesar dos inúmeros efeitos que podem ajudar o animal, como calmante e ansiolítico (essas propriedades estão presentes na folha), cachorro não pode comer maracujá na sua forma in natura. Isso porque só é recomendado dar a polpa da fruta, mas sem casca, sementes e folhas. Como é muito difícil separar tudo isso e oferecer somente a polpa para os cachorros, a recomendação é que não seja ofertada ao cão.

Uva

Qualquer tipo de uva: in natura ou seca, não pode ser oferecida ao cãozinho por ser tóxica. Pois é responsável por desenvolver problemas renais, vômito, diarreia, dor abdominal e até morte. Não se sabe ao certo qual a parte da uva é tóxica, mas alguns estudos apontam que a sobrecarga dos rins pode estar relacionada micotoxinas presentes na fruta.

Açaí

É rico em teobromina, a mesma substância presente no chocolate e que pode causar intoxicação nos cães. Portanto, não pode dar açaí para o cão.

Carambola

A carambola tem uma toxina natural que pode causar problemas renais no cão, com sintomas como vômito, diarreia, salivação intensa, tremores,  sangue na urina, entre outros. Isso porque possui alta concentração de ácido oxálico, que pode causar acúmulo de cálculos nos rins e na bexiga, causando insuficiência renal. Além disso, também possui a caramboxina, toxina que causa alterações neurológicas e maior comprometimento dos rins.

Figo

Em excesso, a fruta pode desencadear reações alérgicas, vômitos e diarreia. Portanto, não é recomendado dar figo ao cachorro.

Tomate

A oferta de tomate aos cães também é uma questão polêmica. Quando maduro, alguns especialistas não proíbem a oferta ao cachorro, desde que com moderação. No entanto, quando o tomate ainda está verde, possui uma toxina perigosa, que pode causar vômito, diarreia e arritmia cardíaca. Portanto, a não ser que seja orientado por um veterinário, não pode dar tomate ao cachorro.

Essas são as principais frutas do nosso dia a dia que cachorro não pode comer. Mas e quais podem? Dê uma olhada nesse post também! E não se esqueça de conferir outros alimentos e substâncias que são tóxicos para cãezinhos aqui.