Polícia

Médico suspeito de praticar abortos em Manaus e no Rio de Janeiro e preso em operação

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), por meio do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) deflagrou a Operação Nascituro contra um médico e da esposa dele, por prática de abortos, e mandados de busca e apreensão em dois endereços do casal. A ação ocorreu na manhã desta quarta-feira (10). A investigação teve início há cerca de 30 dias a partir de uma denúncia.

De acordo com as investigações do GAECO, o médico mantém essa prática em clínicas, de sua propriedade, em Manaus e, possivelmente, no Rio de Janeiro.

“No local onde os atendimentos eram feitos, no conjunto de Beija Flor, bairro de Flores, com estrutura de recepção e atendimento médico, foram encontrados materiais hospitalares, instrumentos cirúrgicos e equipamentos próprios para a execução de abortos”, informou o MPE.

As equipes também encontraram equipamentos para incineração com resíduos de material hospitalar descartado.

De acordo com as investigações do MPE, o atendimento ilegal era organizado por grupos de aplicativos de mensagens, o que, de acordo com os membros do GAECO, dificulta o monitoramento das comunicações do grupo.