Mundo Animal

A importância de levar o seu pet ao veterinário

Os carrapatos são uma das maiores causas que levam animais a uma consulta veterinária, mesmo que muitos tutores aleguem que estes nunca tiveram carrapatos.

Os carrapatos e pulgas transmitem doenças a seus hospedeiros,porém o comportamento de higienização dos felinos permite que tenham menos problemas que os cães com ectoparasitas.

O principal causador de hemoparasitoses é o Rhipicephalus sanguineus, ( aquele vermelho que parece uma aranha pequena veloz) tem o hábito de se instalar nos animais se fixar, se alimentar do sangue dos seus hospedeirose e pelo rapasto transmite doenças.

O ciclo de vida do carrapato possui 4 fases: ovo, larva, ninfa e adulto. Em cães notamos fases jovens (larva e ninfa) e adulta. No ambiente eles se escondem em “ninhos”, onde passam a maior parte da vida. O carrapato não muda de forma  sobre o animal, faz isso em ninhos no meio onde os seus hospedeiros costumam habitar.Seu ciclo biológico dura em torne de 63 a 91 dias, mas pode variar de acordo com a região e clima que estes habitam.

São extremamente resistentes conseguem sobreviver por um longo período sem se alimentar.

Larva – até 60 dias;
Machos adultos – até 200 dias;
Fêmeas adultas – até 220 dias.

Principais doenças causadas pelo Rhipicephalus:

  • Babesiose.
  • Erliquiose.
  • Anaplasmos

Atenção: apenas o repasto sanguíneo de um carrapato pode transmitir a doença, no qual a doença pode não se manifestar por um longo período.

Mito

Não existe vacina contra o carrapato ou hemoparasitoses. Apenas estudos estão sendo feitos para desenvolver uma vacina. Aquela ivermectina, que você compra como vacina no pet shop da vida só faz o carrapato não se fixar na pele do bichinho, ele ainda continuará vivo no ambiente e seu excesso pode acarretar danos na saúde do seu pet.

Profilaxia.

O ideal é tratar e o ambiente a cada 15 dias dependendo do produto e tipo de dedetização feita.

No animal dependendo do produto que será utilizado o próprio fabricante específica a durabilidade e ação.

O mercado pet tem inúmeros produtos anti-ectoparasitarios que variam de preço e que deverar ser escolhido de acordo com a condição financeira do tutor. Lembrando que em casos de filhotes não é recomendado banhos medicinais o mais correto e utilizar um spray específico pra sua idade ( sempre com cautela, pois tudo em excesso pode se tornar tóxico).

Produtos como spot on, sabontes, shampoos, medicamentos tópicos e orais devem sempre serem utilizados com a orientação de um médico veterinário que saberá o melhor protocolo para cada animal.