Psicologia

Casais felizes não postam com frequência nas redes sociais

Falar de redes sociais, mais especificamente do excesso de postagens dos casais, desperta a minha atenção, me leva a refletir sobre o porque que postamos tanto sobre a nossa vida particular. Publicar tudo que acontece no dia a dia nas redes sociais tornou-se um hábito comum, quase indispensável para muitos. Tema já discutido por muitos nas redes sociais, inclusive por mim. O que despertou de novo minha curiosidade, foi a pergunta de alguns familiares e amigos, “você ainda está namorando?”, “está tudo bem entre vocês?”, questionei o porque da pergunta, e eles responderam? “Não tenho visto fotos de vocês juntos”.
Então, temos que nos exibir diariamente para mostrar que estamos bem, que estamos juntos?
Não, não temos!! É claro que não há nada de errado em publicar algo de tempos em tempos, tanto que publiquei algumas vezes, creio até ter exagerado, pois acredito que casais felizes não sentem essa necessidade de se exibir, eles aproveitam cada segundo quando estão juntos, e esquecer o celular faz parte desses momentos.
Por trás do exibicionismo, a busca desesperada por “curtidas” poderia esconder um profundo sentimento de insegurança e insatisfação. A prova está no fato de que, estatisticamente, as pessoas que vivem um relacionamento feliz são exatamente aquelas que passam menos tempo comunicando isso ao mundo.
Já se perguntou a necessidade que você tem de mostrar a todos que é feliz?
Exceto em casos raros, há suas exceções, não generalizo. Mas, muitas vezes o que é colocado online é quase sempre um artefato, manipulado de propósito. Na prática, qualquer coisa, menos espontâneo. O gesto de fazer um “selfie” envolve colocar-se em uma pose, tomando a expressão correta e repetindo a foto até que você esteja feliz com o resultado. O mesmo conceito de fotografar uma pessoa, um objeto ou uma situação, que distorcem a realidade. Porque aguarda o momento certo, o enquadramento perfeito. Já me vi assim, já vi muitos assim, e ainda vejo comportamentos semelhantes.
Infelizmente nem tudo que reluz é ouro. Quantas vezes aquela foto linda e perfeita que você postou escondeu aquele olhar triste? Algumas pessoas querem dar aos outros uma certa imagem de si. Parecendo mais bonita, envolvida, divertida, com uma vida plena e excitante. Tal comportamento vale mais ainda para os relacionamentos, quando os casais são frequentemente vistos postando imagens que retratam todo o seu amor e a felicidade de estarem juntos. Usando outra expressão comum, podemos dizer que “tudo o que reluz não é ouro”. Na verdade, em muitos casos, a realidade é muito diferente de como é representada. Aqueles que vivem uma história verdadeiramente satisfatória e serena não têm nem o desejo nem o tempo para se exibir, porque estão ocupados demais vivendo.
Existem aqueles que, às vezes, querem que as pessoas conheçam sua alegria. Por uma sensação de vingança em relação a alguém. Gerar inveja ou chegar àqueles que precisam de uma mensagem como “Eu segui em frente sem você”. Vale ressaltar que muitas vezes a pessoa age por impulso, inconsciente mesmo, não se autoanalisa, só com o tempo, com a sua maturidade ela chega a ter esse discernimento… que não precisa mostrar para ninguém que é feliz, a não ser para ela mesma.
Toda vez que alguém escreve na internet sobre o quão sortudo ele é por viver um amor tão maravilhoso, pode-se imaginar por que ele está perdendo tempo contando isso em vez de aproveitar.

Enfim, a felicidade, aquela de verdade, é uma coisa pessoal e privada que deve ser zelosamente guardada. Ou no máximo, compartilhada com alguns entes queridos.
Volto a dizer que não há nada de errado em publicar algo de tempos em tempos. Lembrando de ser mais “sociável e menos social”!

Crisângela Menezes
CRP 20/04941

☎982322524