Politica

Deputado Roberto Cidade denuncia descaso em Borba

Na sessão plenária desta segunda-feira (25), o deputado estadual Roberto Cidade (PV) denunciou o descaso do prefeito de Borba, Simão Peixoto, que tem deixado a população desamparada e sem acesso à serviços básicos. Segundo o deputado, o hospital, que é municipalizado, está com o aparelho de Raio-X danificado, faltam medicamentos, atendentes e o laboratório só está funcionando internamente, ou seja, quem for fazer exames não consegue, pois só atendem quem está hospitalizado.

“Além desse caos na saúde de Borba, a cidade está sem limpeza pública, com muito mato e sem serviço de capinação. Segundo denúncias, falta combustível para os coletores e isso precisa ser explicado porque o município tem uma grande licitação de combustível e não era para estar faltando”, afirmou Cidade.

Ainda de acordo com ele, existem muitas licitações com suspeitas de fraude e suspeita de desvio de dinheiro da construção de uma creche para outras finalidades. Essa situação foi compartilhada pelo deputado estadual Dermilson Chagas (PP) que destacou o emprego de recursos públicos para usos pessoais, incluindo a compra de fazenda, gados e outros gastos.

“Essa situação precária se estende a distritos como Canumã e Axinim, inclusive no ano passado o governador liberou um recurso para o calçamento e só fizeram uma parte. Diante disso, peço ao presidente desta Casa para que essas denúncias sejam encaminhadas ao procurador-geral de justiça e que o Ministério Público Estadual tome as devidas providências”, destacou Roberto Cidade.

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) também destacou o desvio de recursos do Fundeb, já que o município recebeu mais de R$ 29 milhões no ano passado, mas não fez o pagamento de professores contratados e nem de prestadores de serviços.

Durante sua fala na tribuna, Roberto Cidade também falou sobre a situação de emergência que já vivem quatro municípios do interior por conta da cheia dos rios: Guajará, Ipixuna e Eirunepé, na calha do Juruá, e o município de Boca do Acre, na calha do Purus. Ele ressaltpu que outros 12 municípios estão em Estado de Atenção (Apuí, Manicoré, Novo Aripuanã e Borba, na calha do Madeira, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Tabatinga e São Paulo de Olivença, na calha do Alto Solimões, Fonte Boa, Jutaí, Japurá, Maraã e Coari, na calha do Médio Solimões e Humaitá, na calha do Madeira que está em Estado de Alerta.

“Irei acompanhar o atendimento do Governo do Estado à essas populações, de forma que os prejuízos sejam minimizados, assim como é importante acompanharmos os alertas emitidos pela Defesa Civil do Estado em conjunto com as ações de ajuda às famílias afetadas”, concluiu o deputado.

Roberto Cidade assina CPI dos Combustíveis

Ainda pela manhã, o deputado Roberto Cidade assinou o pedido de instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Combustíveis, proposta pelo deputado estadual Álvaro Campelo (PP). A assinatura se deu diante da constante mudança de preços dos combustíveis, o que tem afetado o bolso dos amazonenses e até mesmo a economia local.

“Se na capital já temos denúncias de combustíveis adulterados, imagina como é no interior, onde a fiscalização não acontece. Sem falar nos preços. Quando a gasolina estava custando R$ 5 em Manaus, no interior chegava a custar R$ 7. Isso é um absurdo e precisa ser apurado”, concluiu o parlamentar.

Texto: Assessoria do Deputado
Foto: Evandro Seixas