Mundo Animal

A importância de vacinar seu bichinho de estimação

A vacinação é umas das melhores formas de prevenir doenças que ameaçam a vida dos cães tal como os principais vírus que acometem estes. Para evitar tais problemas e até mesmo maiores custos com o seu cãozinho futuramente, o ideal é fazer um protocolo vacinal como garantia de saúde ao animal.

Existe no mercado as vacinas ética e ilegal. A vacina ilegal é aquela onde foi feito o armazenamento e refrigeração inadequado (a famosa vacina de balcão), a qual não segue os parâmetros da ANVISA, feita a aplicação por uma pessoa leiga. A vacina ética é aquela feita pelo médico veterinário cujo segue todo o regulamento da ANVISA, garantindo a sua eficácia imunológica seja ela nacional ou internacional.

O médico veterinário irá fazer uma anamnese e avaliação física do animal adequadamente, pois o protocolo vacinal de imunização deve ser estabelecido de acordo a saúde deste. Animais enfermos não podem ser vacinados.

As principais vacinas:

V10 ou V8 ( polivalente):

previnem doenças ( que futuramente iremos explicar uma por uma ), como coronavirose, parvovirose, cinomose, hepatite infecciosa canina, parainfluenza canina, adenovirose, parvovirose, leptospirose canina.

Mas, qual a diferença entre v10 e v8?

Ambas protegem o animal contra 7 doenças, porém a v8 possui dois tipos de sorovares de leptospira enquanto a v10 possui 4 sorovares de leptospira à mais. Sorovares são variedades de uma determinada bactéria, considerando suas características imunológicas.  

Antirrábica (inativada): protege o animal contra o vírus da raiva que é uma zoonose,causada por um RNA-vírus da família Rhabdoviridae do Gênero Lyssavirus, e acomete todas as espécies de mamíferos inclusive o homem, principalmente pela mordedura de um animal infectado.

Lembrando que a v8 ou v10 com a vacina antirrábica são protocolos básicos de vacinação.

Tosse dos canis (inativa): auxiliar na
prevenção da Traqueobronquite Infecciosa dos cães (“Tosse
dos Canis”) causada pela bactéria Bordetella bronchiseptica. O
produto é composto de extrato antigênico inativado da bactéria
Bordetella bronchiseptica.

Leishmaniose(recombinante): LeishTec é uma Vacina Recombinante para prevenção de Leishmaniose Visceral Canina, apenas animais soronegativos podem ser vacinados!

Giardíase(inativa): vacinação de cães com GiardiaVax® reduz
significativamente a incidência, severidade e dura-
ção da eliminação de cistos e, consequentemente,
a contaminação do ambiente.

V8 ou V10 Raiva Tosse canis Leishmaniose Giardíase
1° dose: a partir de 60 dias de vida. Dose única.   A partir de 8 semanas. A partir de 4 meses. A partir de 8 semanas.
2° dose: após 21 dias da 1° dose. A partir de 4 meses. 2 dose: após 3 a 4 semanas. 2 dose: após 3 semanas. 2 dose: após 3 semanas.
3° dose: após 21 dias da 2° dose . Reforço anual. Reforço anual. 3 dose: após 21 dias da 2 dose. Apenas 2 doses são eficazes.

Ambas as cinco vacinas acima necessitam de uma única aplicação anual como reforço imunológico.

Vacinas polivalentes: São vacinas que apresentam na sua composição 2 ou mais imunógenos
misturados fisicamente em uma preparação com o objetivo de prevenir várias
doenças ou de prevenir uma doença causada por diferentes sorotipos (ou
sorogrupos) de um mesmo micro-organismo. Vacinas recombinantes: são compostas por meio da manipulação de um pequeno fragmento do vírus. Dessa forma, os antígenos criados são semelhantes àqueles dos patógenos.

Vacina inativa: produzidas com microrganismos mortos ou com seus fragmentos.  São mais seguras, mas também desencadeiam uma resposta imunológica menor no organismo.

Após vacinação os cães filhotes podem apresentar uma pequena mudança comportamental ficam mais calmos ou solitários em um cantinho nas primeiras 24 horas, logo voltam ao normal. Caso ocorra algum tipo de efeito colateral (o que é muito raro) procure um médico veterinário com urgência.

Portanto a vacina possui mais benefícios pra vida do seu cãozinho do que malefícios, que por outro lado também garante menos gastos com ele visto que o tratamento das doenças acima sairão muito mais caro do que o protocolo básico vacinal. Então? É melhor vacinar!

Por: Bruna Viana e Bárbara Viana

10 Replies to “A importância de vacinar seu bichinho de estimação

  1. Parabéns!!!!!! Doutoras………….. muito sucesso na vida de vocês!!!
    eu amo os artigos de vocês. Postem mais sobre a doações de bichinhos.

    1. Obrigada fico feliz q você gostou e desde ja agradeço pelo tema sugerido em breve publicaremos algo sobre o assunto.

  2. E de grande importância para sociedade informações sobre os animais de estimação. Eu acompanho de perto tudo que vocês escrevem. Eu adoro!!!

    1. Obrigada Lúcia em breve publicaremos mais com assuntos diversos sobre o mundo animal. Não deixe de deixar o seu comentário e aceitamos sugestão. Atenciosamente Bárbara Viana.

  3. Essas meninas vão longe!!! são excelentes formandas de veterinária. Levei minha Gatinha com uma delas, não sei qual foi que atendeu, porem foi maravilhoso. Obrigada por cuidar da jiji com muito carinho.

    1. Obrigada Laura fico muito lisonjeada em saber, e estou extrenamente feliz que jiji está bem.

    2. Oi Larua! Eu que agradeço. Tenho muito carinho por todos os bichinhos que cuido no estágio sem fazer acepção de nem um deles. Fico extremamente lisonjeada em saber que jiji esta bem. Obrigada pelo seu comentário e não deixe de acompanhar nossas postagens. Atenciosamente Bárbara Viana.

  4. doutora, eu tenho 8 gatos e 5 cachorros, eu juntei da rua. Crio eles com muito amor. Estou precisando da ajuda de vocês, teria condições de vocês atender meus bichinhos? eu não tenho condições de pagar consultas com veterinário, e já fiquei sabendo que a senhora atende por amor também. Eu fico esperando seu contato.

    1. Oi ! Clara Aline , eu e minha irmã somos apenas acadêmicas finalistas ainda de Medicina Veterinária, entendo a sua falta de condição mas infelizmente eu estaria exercendo ilegalmente a profissão visando ainda que não terminei o curso. Sendo assim quando eu terminar o curso e tiver registro de alguma maneira poderei lhe ajudar, lamento e agradeço seu comentário e estou a disposição para esclarecer sua dúvidas. Atenciosamente Bárbara Viana.

  5. Oi ! Clara Aline , eu e minha irmã somos apenas acadêmicas finalistas ainda de Medicina Veterinária, entendo a sua falta de condição mas infelizmente eu estaria exercendo ilegalmente a profissão visando ainda que não terminei o curso. Sendo assim quando eu terminar o curso e tiver registro de alguma maneira poderei lhe ajudar, lamento e agradeço seu comentário e estou a disposição para esclarecer sua dúvidas. Atenciosamente Bárbara Viana.

Comments are closed.