Empreendedorismo

A vontade de comer pão quentinho virou um negócio que faturou R$ 1,5 milhão.

Letícia Pontes Nascimento, 32 anos, formou-se engenheira agrônoma e trabalhou nessa área por seis anos. Natural de Sete Lagoas, Minas Gerais, tinha uma carreira promissora, porém, não se sentia completa.
Um bom cargo e um salário compatível não garantiam a realização profissional que almejava. “Eu me especializei em uma área que não era para mim, sempre quis empreender, só não sabia em quê”, conta. O nascimento da filha, hoje com seis anos, foi sua melhor desculpa para sair do mercado. “Fui julgada e senti receio do que as pessoas pensariam, pois não é comum alguém abrir mão de uma carreira assim. Mas estava alinhada com o meu marido e com o meu propósito.